Curiosidades

Curiosidade sobre a Medicina

1. Antigamente, os médicos mandavam seus pacientes dizerem 33 ao examinarem-lhe o peito, porque o número provoca uma vibração no pulmão cheio de ar. Se ele estiver repleto de fluido, como fica quando alguém está com pneumonia, o médico tem dificuldade em sentir essa vibração.

 

2. Quando termina a faculdade, o médico recém-formado presta o longo Juramento de Hipócrates, que é considerado o Pai da Medicina. É o seguinte: “Prometo que, ao exercer a arte de curar, me mostrarei sempre fiel aos preceitos da honestidade, da caridade e da ciência. Penetrando no interior dos lares, meus olhos serão cegos e minha língua calará os segredos que me forem revelados, o que terei como preceito de honra. Nunca me servirei da minha profissão para corromper os costumes ou favorecer o crime. Se eu cumprir este juramento com fidelidade, goze eu e a minha vida e minha arte de boa reputação entre os homens e para sempre. Se dele me afastar ou infringi-lo, suceda-me o contrário”.

 

3. No Brasil, existem pelo menos 250.000 médicos, segundo a Associação Médica Brasileira.

 

4. A pesquisa “Perfil dos Médicos no Brasil”, concluída em 1998 pela Fundação Oswaldo Cruz e pelo Conselho Federal de Medicina, diz que 67,3% dos médicos são homens.

 

5. 65,9% dos médicos exercem sua profissão nas capitais, onde vivem 24% da população brasileira.

 

6. 63,8% dos médicos brasileiros têm menos de 45 anos.

 

7. Há dois candidatos a símbolo da Medicina: o caduceu de Mercúrio ( barra metálica alada com duas cobras enroladas) e o bastão de Esculápio (uma serpente enrolada em um cajado de madeira).A confusão entre os símbolos é antiga e existe desde o Renascimento. No entanto, o bastão de Esculápio é o verdadeiro símbolo da Medicina. O caduceu de Mercúrio, mais antigo, está relacionado ao comércio.

 

8. A primeira ambulância da história foi criada em 1792, pelo médico de Napoleão Bonaparte, para retirar os soldados feridos dos campos de batalha. Dominique Jean Larry, montou uma equipe de motoristas, cirurgiões e carregadores de macas. As ambulâncias foram usadas pela primeira vez durante a invasão de Napoleão à Itália, em 1796.